Conheça os 12 piores crimes contra o cabelo

12-crimes-contra-o-cabelo-hair-como-cuidar-melhor-do-cabeloQue mulher não sonha com um cabelo hidratado, brilhoso, sedoso, saudável e com as pontas muito bem cuidadas? Acho que todas querem isso, né? Não importa se o cabelo é liso, cacheado, crespo… A busca por produtos bons para cuidar dos cabelos é constante. Eu que já fiz de tudo no meu cabelo (progressiva, luzes, chapinha e por ai vai…) tenho uma necessidade muito grande de cuidar do meu cabelo. Por isso vou sempre ao Salão da Glendha fazer hidratações, se não fosse esse cuidado hoje ele estaria super detonado.

Nem sempre a correria do dia a dia nos permite uma atenção maior aos nossos cabelos, mas separei 12 atitudes que a gente tem, muitas vezes sem nem perceber, que contribuem para acabar com a saúde do nosso cabelo. São 12 crimes contra o cabelo pra gente nunca mais cometer!!!

  1. Fazer mais de duas químicas: Relaxamento, coloração, progressiva, luzes… tudo isso junto deixa os fios fracos e porosos demais, arrebentando todas as pontas. O ideal é escolher no máximo dois tratamentos e fazer hidratações mensais, no mínimo.
  2. Dispensar o leave-in: O creme de pentear ou leave-in como é chamado, é um forte aliado contra o ressecamento dos fios. Os ativos destes produtos, costumam selar as escamas dos fios, alinhando-as novamente, proporcionando maciez e ativando o brilho saudável, fundamental para quem gosta de usar o cabelo natural.
  3. Ficar mais de três meses sem cortar: A não ser que seu cabelo demore muito para crescer, este é o tempo médio de duração de um corte. Passada essa fase, as pontas começam a abrir e os fios quebram-se com facilidade. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair. Muita gente não acredita, mas cortar o cabelo na frequência correta é o que vai fazer com que eles cresçam mais fortes e saudáveis.
  4. Passar chapinha no cabelo molhado: Este é um dos piores crimes contra o cabelo! A gravidade é tanta que dá para sentir os efeitos na mesma hora. Os fios são profundamente agredidos. Além de queimados, eles se quebram. Antes de usar a prancha, seque bem os cabelos. Nem úmidos eles podem estar. Caso contrário a única solução será cortar.
  5. Usar máscara hidratante na praia: Para tomar sol, o ideal é passar um creme sem enxágue com proteção solar. Usar máscara (ou qualquer creme de hidratação) vai, na verdade, queimar os fios. Esses produtos, além de não formarem uma capa contra os raios ultravioletas, têm um tempo de permanência. Excedê-lo enfraquece os cabelos.
  6. Esquecer as hidratações: a hidratação tem a capacidade de dar leveza e nutrir os cabelos, recuperando a maciez, o brilho e o aspecto saudável deles. Em função do grande uso dos produtos químicos (tinturas, alisamentos, relaxamento, entre outros), os fios tendem a ficar danificados. A função da hidratação é de reverter tudo isso. Mesmo os fios oleosos merecem hidratações, feitas com produtos específicos.
  7. Passar condicionador na raiz: o condicionador colabora com o aumento da oleosidade e, como tampa os poros capilares, aumenta a incidência de caspa. Existem cabelos que possuem raiz oleosa, e o condicionador aumenta ainda a produção de sebo. Já a caspa pode aparecer em casos avançados, já que o condicionador irá fazer o couro cabeludo ficar com excesso de umidade, tampando os poros capilares.
  8. Deixar o condicionador no cabelo: Os xampus têm a função de abrir as escamas dos fios, permitindo que o condicionador penetre entre elas, tratando e regenerando a estrutura capilar. Outra função do condicionador e cremes de tratamento é fechar estas escamas, permitindo que o fio fique mais sedoso e protegidos das agressões externas. Acontece que não enxaguar adequadamente os fios, deixando resquícios do produto, vai danificar a estrutura capilar e impedir que as escamas sejam seladas. O resultado aparece em forma de madeixas elásticas e quebradiças.
  9. Lavar os cabelos com água quente: evite a água muito quente, pois ela pode causar irritações no couro cabeludo, estimulando a produção de sebo e favorecendo a oleosidade, o que também inibe o crescimento dos fios.
  10. Prender os fios molhados: fazer isso uma vez ou outra não tem problema nenhum. Mas achar que vai domar o volume dos fios dando um bom nó em volta deles é assinar um atestado de raiva permanente. Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda. Usar um leave-in e evitar o vento enquanto a cabeça não seca são medidas suficientes para evitar o cabelo armado demais.
  11. Usar o secador do jeito errado: procure mantê-lo a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não queimar e danificar os fios. Também evite direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz e diminui a duração da sua escova.
  12. Desembaraçar com escovas maleáveis demais: as cerdas moles são de manuseio mais difícil, além de quebrarem os fios. Por isso, os especialistas recomendam um pente com dentes bem largos e firmes ou uma escova do tipo raquete, mais resistente.

Comentários

comentários

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *