Blog da Juliana Rangel | Moda, beleza, tendências, dicas

Entrevista Moda Outono/Inverno 2015 – InterTV

Semana passada fui convidada pela equipe da Inter TV dos Vales – afiliada da Rede Globo para gravar uma matéria com dicas de moda outono/inverno 2015. Quem me conhece sabe que apesar de ser jornalista eu morro de vergonha das câmeras, gosto mesmo é de ficar por trás delas… Nos bastidores, na assessoria de imprensa e nas relações públicas. Aparecer no vídeo quando não é gravação minha mesmo é uma coisa que me deixa tensa. Acontece que eu escolhi ser blogueira e sei que esse tipo de entrevista é bem legal e muito importante (várias pessoas já vieram até mim dizendo que viram essa matéria e por ela conheçam o blog, o que me deixa super feliz). Então topei, larguei a vergonha em casa e fui até a loja Karol Fashion pra gravar. O resultado vocês conferem aqui embaixo, espero que gostem!

Sou masculino e feminino

simbolos

Quando eu recebi um cartão do Sistema Único de Saude (SUS), com meu nome completo, data de nascimento e sexo das mãos da minha mãe, ainda estava sonolento. Era uma manhã de quinta-feira, eu havia virado a madrugada estudando para dar conta de um artigo. Minha neurônios ainda estavam em Off. Então, perguntei:

– Uai, cartão do SUS!? Eu não pedi!

– Agora é obrigatório, disse minha mãe!

– Ah é? Tô sabendo dessa não.

Dei de ombros e comecei a ler o dito cujo. “Sistema Único de Saúde (SUS). Nome: Dilvo Rodrigues Batista. Data de Nascimento: 13/12/1984. Sexo: Feminino. Número do Beneficiário: xxxxxxx.”

– Hum! Uai mãe! Você agendou alguma cirurgia de mudança de sexo para mim? A pessoa colocou aqui que meu sexo é feminino.

– Nossa! A menina tava conversando ali com outras pessoas. Não deve ter prestado atenção quando preenchia o papel, formulou Dona Maria.

É deve de ter sido, pensei com meus botões.

– Mais ta certo, ué! É feminino, disse minha mãe destacando o “o”.

– Ai Dona Maria, agora é então feminina e feminino!?

Ela riu e eu fiquei pensando no Silas Malafaia chegando aqui em casa, falando que Deus tem um “remédio” para a intervenção satânica presente na minha vida, Silas Malafaia querendo me aplicar a cura gay. Fiquei irritado imaginando na quantidade de e-mails que o Doctor Ray iria mandar para minha caixa de mensagens, oferecendo próteses de silicone. Meu Deus! Iria ter de aprender a lidar com a TPM, depilar axila, gastar rios de dinheiro com batom, receber as piores cantadas do universo e, a despeito de tudo, parecer linda, elegante, inteligente, disciplinada, trabalhadora e temente a Deus. Assim, como dizem os conceitos mais modernos. Logo eu, que ontem mesmo era o homem mais arcaico, hoje tenho de me tornar a mulher mais moderna!

O Curioso é que dias antes havia me candidatado para uma vaga de jornalista numa empresa daqui da cidade. Mandei um e-mail para o recrutador, querendo saber mais informações sobre o assunto. E, nessa mesma quinta-feira, abro minha caixa de mensagens e tem uma lá dizendo assim:

“Bom dia, Dilvo. A princípio a vaga é para o sexo feminino, devido a algumas necessidades específicas de função que precisa desempenhar aqui.”

Ahm? Fiquei tentado a mandar o cartão do SUS para o recrutador, dizendo que sim, eu estou no perfil das “necessidades específicas”, que só pessoas do sexo feminino devem saber desempenhar. Mas não! Eu iria parecer bruto ou arrogante demais, qualidade essa do mundo dos mais machões. Nada a ver com uma requisitada alma feminina no recinto empresarial. Me deu vontade também de colocar um trecho daquela música que o Pepeu Gomes canta assim; “Ser um homem feminino não fere o meu lado masculino. Se Deus é menina e menina, sou masculino e feminino.” Iria ser bonito, porém minha alma feminina não deixou, disse para seguir em frente!

Aqui, para fala a verdade! Iria ser “baum pra danar” poder entrar naquelas festas em que pessoas do sexo feminino “não pagam até meia-noite!”

*por Dilvo Rodrigos
merascronicas.wordpress.com

Look do Dia – Vestido Branco

juliana-rangel-look-no-espelho-vestido-branco-01Geeenteee, continuo viva! O blog não morreu hahaha. Me ausentei esses dias por pura culpa do meu notebook, juro! Ele resolveu dar uns travamentos malucos e me deixou na mão. Até levei pra formatar, mas veio sem o photoshop (que é o programa que eu uso pra editar as fotos – cortar, mudar o tamanho, fazer as montagens…), e sem ele eu não consigo sequer diminuir o tamanho de uma foto então ficaria tudo desproporcional aqui. Hoje peguei o notebook da minha irmã emprestado pra conseguir postar aqui até instalar o programa no meu.

Vim dar um alô rapidinho pra mostrar o look que eu usei no fim de semana. A foto é de celular, mas pra não deixar o blog ainda mais abandonado resolvi postar assim mesmo. Me desculpem viu… Daqui uns dias farei umas fotos massa com o Victor!

Teve show do Gabriel Gava aqui em Valadares e eu fui, o show foi muuuuito bom. Dancei a noite toda, super animado! Escolhi esse vestido branco da Miss Déle que é mega confortável (o mesmo que eu usei no meu aniversário), combinei com uma sandália nude da Sonho dos Pés (que eu comprei numa promoção mara – paguei apenas 50 dilmas, devia ter comprado a preta tamém *vacilei*) completei com acessórios dourados e gostei do resultado.

Geralmente quando faço cacho no meu cabelo uso chapinha, mas esse fim de semana resolvi pegar o babyliss que estava abandonado no fundo da gaveta e olha o resultado. Eu mesma que fiz hein!

Processed with Moldiv

juliana-rangel-look-no-espelho-vestido-branco-03Acontece que logo depois de fazer o babyliss fui procurar o spray fixador e já tinha acabado. Amei meu cabelo, mas durou super pouco. Dá próxima vou conferir antes se tem spray e caprichar nele (quando uso fixador posso dançar até a macarena que os cachos não caem rsrs).

Aqui embaixo fotos com algumas pessoas que passearam de land rover e fiorino no show do Gabriel ;) .

Processed with MoldivPlus:

No dia do show encontrei com o Gabriel enquanto ele aguardava pra dar entrevista no programa da Tessa Damasceno e é claro que tirei foto né:

juliana-rangel-gabriel-gava

Mulheres; Truques e Confusões

Pag (2)

Na mais nova moda do momento, elas raspam um dos lados do cabelo, prendendo ou penteando o restante para o outro lado. Dizem que é um corte ousado, que confere personalidade à figura. Pode até ser! Mas quando vejo aquele pescoço realçado, me sinto um sujeito da década de 1920, ofegante por ter visto o descoberto ombro da amada pela primeira vez. Outro dia, uma moça passava com esse corte e na orelha a mostra havia um brinco artesanal com uma pena colorida. A pontinha da pena do acessório ficava ali no pescoço dela, meio que fazendo cafuné ou cócegas, ou qualquer outra coisa que a fazia andar sorrindo. Sorria um desses risos que a gente faz quando alguém revela um segredo que não deveria ter sido dito, mas que a gente fica doido e gosta de ouvir. Eu pensei: “Brinco safado!”

Há algo de misterioso nessas mulheres de olhos castanhos ou negros e de sobrancelhas bem marcadas. Aquelas de olhos verdes, olhos azuis, que trazem a lembrança da perigosa calmaria das águas profundas do mar. Essas mesmas que raspam um lado do cabelo, que passam lápis, delineadores, sombras e rímel. É difícil descobrir qualquer coisa sobre elas. Mesmo que um batom vermelho estampando um sorriso largo acalme nossas dúvidas, tentando dizer que as cartas estão na mesa. Sabe como é, né!? Muita gente já perdeu fortunas por causa de um blefe ou um sorriso de canto de boca.

As mulheres deveriam escolher somente uma das opções de se fazerem notadas. Ou se destacam os olhos, ou os lábios. A visão do homem é objetiva, direcional e mais profunda. A gente fixa em um alvo e disseca ele totalmente. Se você passa com os olhos chamativos e a boca chamativa, a gente se sente igual aquele personagem do “Cara, crachá. Cara, crachá”. É claro, de longe o conjunto da obra sobressai. Mas, de pertinho só da para escolher um dos atributos para mergulhar. Pense bem: Por que nos beijamos de olhos fechados e por quais motivos nos olhamos em silêncio!? É uma teoria.

A música do Leoni nunca foi tão verdade como agora. As mulheres e seus mistérios, realçados num belo e destacado par de olhos, silenciados em um sorriso vermelho, estampados em um corte da moda. Truques que criam ainda mais confusões na cabeça de um homem, coisas as quais garotos não resistem. Se fosse hoje, Freud possivelmente estenderia seu questionamento: “Afinal, o que querem as mulheres com todos esses mistérios?”. Descobriremos! Mas não sem olhar um pouco mais de perto.

*por Dilvo Rodrigos
merascronicas.wordpress.com

Musas; Melhor tê-las em Segredo

147319009-1

Tom Jobim escreveu ou compôs (ou os dois) um punhado de músicas incríveis com nomes de mulheres. “Lígia”, “Ana Luíza”, “Bebel”, “Angela”, “Luciana”, “Gabriela”, “Dindi”, que supostamente era o apelido da cantora Sylvia Telles. Se houve mesmo uma Lígia em especial, nunca saberemos. Mas, houveram sim outras “Lígias”, as Luanas, as Marias, as Ísis, as Mônicas e Bárbaras. As musas que tanto inspiraram os poetas da Bossa Nova. Tom e Vinícius, principalmente, devem ter esbarrado muito com elas nos inferninhos das vida (Casas Noturnas da época), numa mesa de bar de uma esquina qualquer ou na praia.

Pode ser que eles preferissem não esbarrar e, talvez, fizessem desses lugares uma espécie de cinema ao ar livre. Então, toda semana tinha a cena da Helô Pinheiro desfilando pelas calçadas de Ipanema. Os homens dobravam o pescoço para admira-lá. Nos bares, os copos de chopp sossegavam na mesa. Alguém dizia – “Olha só, como ela vai!?”. O Tom virava e pedia para o Vinícius – “Bicho, escreve a letra da garota passando!”. E o poetinha poderia ter respondido – “Mas, a canção não vai se chamar Helô!”. Por sorte, não se chamou. O pai da moça era um general do SNI. Tom e Vinícius eram casados e Helô não soa como “Lígia” ou “Luiza”, nem mesmo soa carinhoso como “Dindi” e, muito menos, como “Garota de Ipanema.”

A coisa mais engraçada e interessante de “Garota de Ipanema” é como ela parece universal e poderia valer de trilha sonora para qualquer história. É aquela coisa do pedreiro estar lá, na obra o dia inteiro e chega aquele horário que a musa dele vai passar com uma sacola de pão, buscando o filho na escola ou saindo do trabalho. Ele se dá conta da presença da beldade, o martelo para de cantar e chega à mente dele algo muito perto de “olha que coisa mais linda, mais cheia de graça”. A maioria das pessoas, das mulheres, principalmente, não percebe que dentro do peito de um pedreiro também bate um coração e tem poesia. Talvez faltasse o mestre de obras pegar uma lata de tinta e começar a batucar, enquanto a moça passasse, “O seu balançado é mais que um poema. É a coisa mais linda que já vi passar.”. Iria ser bonito! Mas, qual ser humano em plena consciência iria correr o risco de estragar tudo e a moça nunca mais voltar a passar?

O Dorival Caymmi escreveu uma música chamada “Marina”. A música era um sucesso. Certa vez, um sujeito chegou armado, querendo tirar satisfação porque pensava que a canção havia sido escrita para a mulher dele, que se chamava Marina. O Dorival negou, mas sempre aparece um momento ou outro que é necessário ou vital ter de se explicar. É perigoso se expressar dessa maneira. Porém, se não fosse Marina, poderia ter sido Isabela ou Alessandra. Vai que o marido ou pai dessas fossem ainda mais arretados!? Musas, melhor tê-las em segredo.

Eu poderia finalizar o texto escrevendo uma pequena história sobre as musas da mitologia grega, criadas por Zeus. Elas glorificavam as conquistas e vitórias dos Olímpicos. São fonte de inspiração artística. São uma criação divina. E deve ser por isso que toda vez que uma musa se aproxima, a gente para como se fizesse uma oração, em pensamento. Talvez ter uma musa seja até uma forma de se aproximar de Deus, da beleza divina, da inspiração que só pode vir mesmo do Criador. Eu poderia dizer isso. Porém, quero mesmo é alertar aos conjugues das Alessandras, Isabelas, Marias, Ísis e Bárbaras. Quero alertar também aos pais das Luanas e Mônicas. Eu quero dizer -“Absolutamente, não as conheço!”

*por Dilvo Rodrigos
merascronicas.wordpress.com

Dica de hospedagem: Trancoso/BA

hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-01

Prepara que hoje o post tá enorme, lindo e recheado de fotos (bem do jeito que vocês gostam!). Quem me segue no instagram @juhrangel viu que passei o carnaval em Trancoso, na Bahia, postei muitas fotos por lá e agora montando esse post fiquei doida pra voltar logo. Na Bahia eu só conhecia Porto Seguro e Arraial D’ajuda (que pertence a Porto Seguro – ah, Trancoso também faz parte de Porto), mas dessa vez eu e minha familia optamos por ir a um lugar que ainda não conhecíamos. Na verdade a gente decidiu mesmo pra onde iria mais ou menos dia 20 de janeiro, menos de um mês antes do carnaval.

hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-02 hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-03 hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-04

Estávamos entre Guapari-ES, que eu amo, e Trancoso. Batemos o martelo na Bahia e comecei a procurar hospedagem pra gente, fomos eu, meus pais, minha irmã e meu cunhado. Comecei a pesquisar no google e apareceu pra eu baixar o aplicativo Airbnb, baixei e comecei a pesquisar por ele. Achei fantástica a ideia do app:

Fundado em agosto de 2008 e com sede em São Francisco, Califórnia, o Airbnb é uma mercado comunitário confiável para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações únicas ao redor do mundo, seja de um computador ou de um celular.

Não importa se você precisa de um apartamento por uma noite, um castelo por uma semana ou um condomínio por um mês: o Airbnb conecta as pessoas à experiências de viagem únicas, preços variados, em mais de 34.000 cidades e 190 países. Com um serviço de atendimento ao consumidor de nível internacional e uma comunidade de usuários em crescimento constante, o Airbnb é a maneira mais fácil de transformar seu espaço extra em dinheiro e mostrá-lo para milhões de pessoas.

A ideia é fazer um catálogo de hospedagens de forma mais pessoal que um hotel e com preços melhores. 

hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-05Encontrei os Chalés da Eliana e na hora gostei das fotos: lugar bonito, tranquilo, com aspecto de bem limpo e com preço dentro no nosso orçamento. É um chalé com dois quartos (um com 1 cama de casal e 1 cama de solteiro e outro com 3 camas de solteiro), um banheiro com duas cubas do lado de fora (adorei a ideia: enquanto uma pessoa toma banho dá pra suas se maquiarem no espelho – agiliza que é um beleza!), uma varanda e uma cozinha do lado de fora da casa.

Entrei em contato com a Eliana e fechamos, como o aplicativo é sediado nos Estados Unidos o pagamento foi feito em dólar e teve ainda a taxa de IOF, ainda assim o preço não ficou alto. Combinei com ela que levaria meu cachorro (o Fred é um lhasa apso de pequeno porte) que se deu super bem com as cachorras da Eliana, Aurélia e Josefina. Quando a gente ia pra praia deixava ele lá no chalé e ele amava ter tanto espaço para brincar, deve ter ficado #chatiado de voltar pra casa rs.

A localização é muito boa, dá pra ir pé ao Quadrado (lugar histórico de Trancoso cheio de lojas e restaurantes), mesmo que eu não tenha achado grandes coisas o tal do Quadrado. Os restaurantes são ótimos e com preços ok para cidades turísticas, agora as lojas vixe, eu passava longe. No primeiro dia entrei uma loja de uma marca até famosa e gente: uma regatinha de seda por R$ 450,00! Achei beeeeem salgado, entrei em outras e era tudo nesse estilo mesmo. Não comprei nada além de comida e remédio (tive uma baita enxaqueca por lá) em Trancoso, mas vale a pena ir a Arraial D’ájuda que tem coisas bem legais e com preços justos.

Para ir à praia a gente pegava o carro, já que as praias de lá são um pouco mais distantes da cidade mesmo. Ouvi falar muito sobre a praia do Espelho e foi a primeira que a gente foi, mas é muito longe (mais de 20km de estrada de chão – mais do que eu ando pra ir à fazenda dos meus avós rsrsrs – depois ainda pára o carro e desce uma boa parte numa escadaria rústica) é linda, mas na hora de ir embora quando a gente já está mais alegre (mais álcool que sangue na veia kkk) dá muita preguiça. Gostei muito da Praia dos Nativos e da Praia dos Coqueiros (onde fica o famosao Café da la Musique).

Enfim, sobre o Chalé da Eliana vou dizer a mesma coisa que eu disse a ela quando fomos embora (ela pediu nossa opinião, sempre muito atenciosa): O melhor de tudo é que o anúncio foi bem fiel ao que o Chalé é de verdade. Não nos sentimos enganados em momento algum, era bem próximo daquilo que imaginamos. O ar condicionado gelava mesmo!!

Ah e pra dizer a verdade foi até melhor. Chegamos lá muito cansados (mais de 8h de estrada), e fomos recebidos com geladeira cheia de água de coco, refrigerantes, cervejas e frutas. Muito bom né? E isso nem estava dentro do pacote que combinamos, foi uma surpresa boa e muito agradável.

Estou colocando aqui no blog porque algumas pessoas me pediram a dica no meu instagram e também porque acho que experiências boas merecem ser compartilhadas. Indico bastante baixar o aplicativo airbnb ou entrar no site deles. Sem dúvidas vou procurar hospedagem por lá mais vezes. Quem quiser o contato direto da Eliana vou deixar aqui embaixo (ah, ela tem outros chalés que acomodam um número diferente de pessoas):

Eliana Farhat
(73) 3668-1142 | (73) 8815-0876
 

hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-06Essas fotos aqui em cima eu peguei no aplicativo, são as “fotos oficiais” de lá. As fotos debaixo eu fiz e estavam no meu facebook e instagram. A Eliana até deixou eu dar uma voltinha no quadriciclo dela, será que eu gostei? Adorei!

hospedagem-em-trancoso-bahia-preoço-bom-barato-07

Cabelo curto na vida real

corte-de-cabeloTenho reparado que ultimamente várias celebridades estão tomando coragem e radicalizando no corte de cabelo. Algumas vezes nem é um corte assim tão curto, mas pra quem tem cabelão qualquer centímetro a menos já é uma difícil decisão. Marina Ruy Barbosa que o diga, né? Tinha um cabelão longo, ruivo, brilhoso e super elogiado. Mesmo assim passou a tesoura e olha: ficou maravilhosa!

Preciso confessar que sou do time das que amam cabelo longo, mas ultimamente tenho gostado muito dos cabelos mais curtos. Acho difícil eu tomar coragem e radicalizar mesmo, mas já estou virando admiradora dos curtinhos. Bruna Marquezine é outra famosa que deu uma bela repaginada, não cortou tanto assim, mas passou a tesoura e diminui uns vários centímetros.

Sophie Charlotte, Ashley Tisdale e Demi Lovato são outras celebs que aderiram ao curtinho. E cá entre nós ficaram muito mais mulherão né? Marina Ruy Barbosa mudou da água para o vinho: de adolescente a sexy woman!

Quem tem aquela vontade de cortar acho que super vale a pena investir nos curtinhos. Acontece que falar de celebridades é bem diferente de pensar em como cuidar do cabelo curto na vida real, né? Marina, Marquezine e outras globais têm acesso aos melhores cabeleireiros e estão sempre impecáveis, mas pra quem tem que se virar todos os dias sozinha a história é outra. Por isso, resolvi perguntar a três amigas minhas que cortaram o cabelo recentemente os prós e os contras dos curtos (escolhi três, mas tenho várias amigas aderindo aos curtinhos, tá super na moda!). Ah, e coloquei o instagram delas para quem quiser seguí-las. ;)

post-blog-mulheres-de-cabelo-curto-01A Gabi foi diminuindo o tamanho do cabelo aos poucos, parece que a cada semana ela postava uma foto com o cabelo menor. Mudou o comprimento, a cor, fez franja e está amando o novo cabelo!

Vantagem: Primeiramente o frescor quando se mora numa cidade quente. A leveza no meu caso que além de cabelo comprido sempre tive cabelo pesado. Se olhar no espelho e se sentir reinventada, porque eu enjoo de tudo e sim, até de mim. Sempre gostei de mudar o que pudesse, já fui lora, sou naturalmente morena, já tentei o vermelho que não combinou muito e agora to numa vibe mais ruivo acobreado. Cortava pontas, repicava e não me sentia satisfeita. O calor foi piorando, e o tempo pra simplesmente lavar o cabelão ia diminuíndo com a rotina do trabalho, pois gastava muito tempos secando depois. Percebi que queria algo que radicalizasse a visão que eu tinha de mim mesma, e quando vi Sophie Charlotte em “Sangue Bom” tive a certeza que uma mulher não perdia a feminilidade nem o charme por não carregar na cabeça uma peruca até na bunda. Não é a primeira vez que tenho cabelinho, mas fiquei muitos anos cultivando cabelão. Hoje, acho difícil deixar crescer novamente. Me viciei em cortar. Mas tudo é fase. Eu sinto que me encontrei nesse corte e é o que ouço de muita gente também, apesar de sempre falarem “como vc foi corajosa!” Aconteceu de amigo no facebook comentar abertamente em foto “eu adoro um cabelão, mas te pego toda hora de cabelinho! Ficou gata demais!” A repercussão foi melhor do que eu esperava.

Desvantagem: acho trança um penteado muito charmoso e agora não posso mais. Sempre usei muito coque porque acho despojado e também sinto falta. Também não dá pra sair do banho e deixar secar, o cabelo curto requer molde e nem sempre você tá com saco ou tempo pra isso. Mesmo assim não me arrependi um minuto sequer.

corte-de-cabelo-post-blog-3

 

Já a Ana cortou o cabelo em uma ação da faculdade que fez parte do Outubro Rosa. Ela doou 30 cm do cabelo!

“Chorei porque minhaavó já teve essa doençae durante o corte me lembrei da luta dela para vencê-la, o que, infelizmente, não aconteceu. Fiquei feliz por ter feito essa ação. É um ato tão pequeno, mas que vai fazer um bem pra tanta gente e por tanto tempo, já que ele reutilizam as perucas doadas”, explicou a aluna.

Vantagem: Fica muito mais fácil para cuidar.

Desvantagem: Não vi muito ainda.
corte-de-cabelo-post-blog-2A Sheila tem um cabelo preto ma-ra-vi-lho-so! Logo depois que casou tomou coragem e cortou curtinho, eu amei!

Vantagem: É mais pratico, menos calor e sinto que fica mais bem cuidado por mais tempo tipo na hidratação. Pode ser doidera mas cabelo grande parece que fica sujo mais rápido, o meu pelo ao menos. Ah e tô me sentindo mais mulherão haha! Cabelo comprido passa um ar mais angelical pelo ao menos no meu caso.

Desvantagem: Não da tanta variedades de penteados, né? Ao menos por enquanto vi só essa por agora.

Importante lembrar:

Não é porque tá todo mundo cortando que você precisa cortar o cabelo, hein! Antes de qualquer moda seu estilo, seu gosto e suas preferências devem prevalecer! Não adianta nada um corte curto só porque está na moda, se você ama cabelo longo! Seu estilo acima de tudo, sempre!

Quem quiser cortar muito ou só as pontinhas eu indico a Glendha que é parceira aqui do blog e sempre fez exatamente o que eu pedi. Quando quis tirar só as pontinhas ela tirou o mínimo; quando eu disse que podia variar no corte, mas sem tirar no comprimento ela repicou bastante e o comprimento ficou o mesmo. Indico demais!

Glendha Salão e Estética
Rua Dinamarca, 61 – Grã Duquesa
Governador Valadares – MG
Tel,: (33) 3084-4588 

Linda e grávida!

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-01Antes de começar a escrever mesmo o post vai aqui uma observação: tenho certeza que quando eu colocar o link deste post no meu facebook e instagram vai ter gente que vai vim aqui só pra ver se eu estou grávida. Pra essas pessoas já aviso: NÃO, eu não estou grávida! Isso só daqui a um bom tempo! O post é dedicado a algumas amigas e leitoras que estão grávidas e vêm me pedindo algumas dicas.

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-02

Imagino que todo início de gravidez é aquela emoção toda né? Toda mulher fica mega feliz e faz mil planos de como as coisas vão ser com tanta mudança vindo pela frente. Acontece que com os meses passando a barriga vai crescendo, o peito vai inchando, o cabelo vai dando aquela raiz (no caso de quem usa química e precisa parar de usar), o quadril vai alargando, a pele começa a dar espinha… Enfim, são muitas mudanças no corpo. Naturalmente as roupas que serviam antes já não servem mais e até quem tem um guarda-roupas gigante vai ficando com menos opções. E nem adianta tanto assim comprar, é tudo tão rápido que aquilo que servia semana passada não deve servir na semana que vem.

Deve ser um Deus nos acuda na hora de escolher um look. Acho que é sempre bom pegar algumas referências de pessoas que a gente admira o estilo pra que sirva de inspiração e nos ajude na hora de escolher o que usar. Estando grávida acho que isso deve ajudar ainda mais. Afinal são alguns meses num corpo bem maior que aquele que você está acostumada. Tem duas blogueiras que estiveram grávidas recentemente e que eu sempre gostei de acompanhar, acho que mesmo com o barrigão mantiveram o estilo de antes e ficaram ainda mais lindas. Então super recomendo quem estiver grávida a ir no blog da Mariah Bernades e no blog da Nati Vozza e colocar no campo de busca “Look grávida” dá pra encontrar muitao look interessante. Vale a pena!

Dei uma pesquisada e é bem difícil encontrar roupa específica para grávidas, a única marca que eu encontrei e que tem roupas realmente bonitas é a Megadose (e olha que nem é publi viu!) e vi que ela é vendida aqui. Mas tem uma peça em específico acho que comum no guarda-roupa de toda mulher gestante: a calça/short com elástico no cós. Pelo que eu li ela não aperta muito e por esticar serve por muito mais tempo. Vi muita grávida falando que vale a pena o investimento.

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-07

Separei alguns look que achei lindos e podem servir de inspiração pra quem tá passando dificuldade na hora de se vestir. Vem ver!

Camisetas estampadas e t-shirt divertida fica super interessante, principalmente se tiver alguma frase ou estampa que tenha ligação com o fato de estar grávida. Também é ótima porque já é mais larguinha então provavelmente vai servir quase que a gravidez toda.moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-04

Roupa marcada logo abaixo do peito vai super bem em quem está grávida. Como o peito também cresce muito nesse período é fácil parecer mais gorda, e como não dá pra marcar a cintura colocar algum tipo de faixa depois do peito ajuda a não ficar com aparência redonda.

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-03Vestido longo fica maravilhoso em mulher grávida. Acho que quando eu estiver assim vai ser a peça que mais vou usar.

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-05Excesso de tecido gente, aqui uma dica do que NÃO USAR! Não ajuda ninguém. Aumenta muito e não valoriza em nada, principalmente se for de tecido volumoso e muito brilhoso como cetim e tafetá.

moda-look-estilo-gravida-roupa-look-do-dia-blog-06

 

 

FDS em fotos

chandon-passion-peixe-e-cia-stilloJá em alguns outros blogs essa tag FDS (fim de semana) em fotos, de início não curtia muito, mas ai comecei a achar legal acompanhar um pouco da vida por trás do blog de algumas blogueiras. O que eu mais curto é o da Marina do 2beauty, é bem legal ver como ela mesmo sendo uma blogueira bastante famosa consegue ser gente como a gente. Não sei dizer com qual frequência farei isso aqui, até porque acho que tem que ter acontecido coisas legais pra justificarem o post né?  Vai ser maior bestagem eu postar um FDS em que eu ficar em casa somente na frente da tv, concordam?

Bom, vamos lá! Meu fim de semana começou na quinta-feira, fui convidada para o lançamento do Camarote Real dentro do GV Folia. O lançamento foi na Boate Monalisa com show do É o Tchan. Noite super divertida e com turma super bacana! Muito obrigada pelo convite pessoal! Já estou doida para o GV Folia chegar logo!

e-o-tchan-do-brasil-boate-monalisa-governador-valadares-chandon-stillo-peixe-e-ciae-o-tchan-do-brasil-boate-monalisa-governador-valadares-chandon-stillo-peixe-e-cia-2Na sexta foi feriado em Governador Valadares e eu acordei cedinho (cedo pra quem curtiu balada na quinta rsrs) e fui com duas amigas, Isabela e Débora, pra cidade com praia que eu mais amo: Guarapari ou como tá rolando por ai Guaraparissssssss. Agora vou contar uma parte engraçada, na quinta eu pedi meu pai para comprar pra mim aquele suporte para celular/gps fixado no para-brisa do carro. Logo que ele me entregou coloquei meu celular lá e pensei: pééééra ai! Vou fazer um #paudeselfie para carro rsrs. Coloquei na câmera frontal, encaixei direitinho e liguei o temporizador da câmera do celular. Nem é nada demais né? Mas eu achei super legal e já vi que vou fazer várias #carfies (selfie no carro – esse povo inventa de tudo né?).

guarapari-01ddd

guarapari-02Chegamos na sexta à tarde e fomos direto para a Praia das Castanheiras. Sempre que vou pra Guarapari fico na Praia do Morro, essa foi a primeira vez que fiquei no centro e preciso dizer que amei viu. Foi muito legal fazer algo diferente daquilo que eu sempre faço, agora nem sei dizer de qual gosto mais. Gosto muito de ficar nos dois lugares, mas recomendo quem sempre fica em um a variar e ficar um pouco no outro.

O diferente dessa viagem é que foi bem de amigas solteiras… Sempre vou pra praia com minha família, mas dessa vez fui com as meninas e foi suuuuuper legal. Eu estava super precisando disso! À noite fomos à boate Mais, sempre ouvi falar super bem de lá, mas nunca tinha ido. Nesse dia teve show do Saulo e eu, apesar de não conhecer praticamente nada de música baiana adorei. Agora a parte engraçada: sai de casa com uma sandália de salto alto, mas levei uma rasteira pensando em decidir quando eu chegasse lá. Quando estacionei o carro meu pé machucado estava doendo um pouco e eu pensei: ahhhh tô na praia, vou sentir dor pra que? Vou de rasteira! Essa foi a melhor escolha que eu fiz, sem grande preocupações sabe? Só curtir a festa sem estar tão preocupada com o visual foi uma delícia!!!

guarapari-03Sábado acordamos e fomos para a Praia da Bacutia, já conhecia lá e é uma das praias que mais gosto. Não é tããããão lotada, tem ondas bem mais fracas e acho mais bonita. Super recomendo ir lá. Na parte da tarde, por volta de 17h… 18h… fomos ao Taikô Enseada Azul, um lugar bem bacana com muita gente bonita (leia-se mulheres lindas e muito montadas e homens saradões – pra quem curte é um prato cheio!) e música eletrônica. De início não curti tanto assim o tuntz tuntz, prefiro um sertanejo né. Acontece que foi só a vodka fazer efeito e eu já estava amando pra sempre o dj de lá. Me diverti muito e recomento pra quem estiver afim de abrir a carteira se é que vocês me entendem… rsrs

Postei algumas fotos no instagram com um filtro e muita gente me perguntou qual era, então já vou deixar aqui. Usei o app Camera+ e coloquei o filtro HDR, se não me engano é um aplicativo pago e exclusivo para ios. Reparam no meu look? Eu era das mais simples de lá, a mulherada investe e vai mega produzida. Achei até um pouco de exagero já que é à beira da praia, mas cada um se veste como acha melhor né? Eu estava me sentindo bem assim então tá tudo certo! ;)

guarapari-04

Domingo foi dia de voltar pra casa no clima do jogo do Cruzeiro com o time da minha cidade, o democrata. Saímos de lá tarde e não cheguei a tempo de ver o jogo. Fica para uma próxima oportunidade! ;)

Gostaram desse tipo de post?

Reality show: “Sweatshop – Deadly Fashion”

sweatshop-afterposten--blogueiros-no-camboja-1

Semana passada uma chamada em um site de notícias me chamou a atenção: Blogueiros de moda conhecem fábricas de roupas no Camboja. Cliquei na matéria e a li inteira. Era sobre uma série de cinco episódios que levou três blogueiros noruegueses até a Camboja para conhecer o processo de produção de roupas naquele país.

Os blogueiros foram Ludvig HambroFrida Ottesen e Anniken Jorgensen em gravações feitas antes da viagem eles falam sobre o quanto ama comprar roupas novas e até mesmo que não têm mais espaço para guardá-las. Já as gravações seguintes mostram os três já no Camboja vivendo como um típicos trabalhadores da indústria têxtil no país. Eles abandonaram as confortáveis vidas na Noruega em troca de um mês de trabalho em uma fábrica têxtil em Phnom Penh, capital do Camboja, em um reality show produzido pelo jornal norueguês Aftenposten.

Eles não apenas trabalharam, mas viveram como os funcionários dessas indústrias. Dormiram da mesma forma que eles dormem, comeram da mesma comida, tiveram o mesmo intervalo de trabalho e de fato sentiram na pele o que esses trabalhadores sentem todos os dias.

sweatshop-afterposten--blogueiros-no-camboja-2No fim das contas os episódios mostraram um verdadeiro choque de realidade. Eles que estavam acostumados a comprar roupas baratas em grandes redes e também adquirir roupas caras que lucram em cima de funcionários muito mal pagos viram exatamente de onde vêm as roupas que usam.

Eu já tinha ouvido falar e também lido algumas coisas sobre assunto, mas nunca visto algo tão chocante como esses episódios. Me fez refletir bastante sobre o quanto existe uma disparidade enorme ao redor do mundo. O quanto a gente fica aqui preso na nossa redoma de vidro e mesmo sem saber financia esse tipo de coisa.

De certa forma parece uma realidade distante né? Noruega, Camboja… Mas a reflexão que mais fiz foi justamente essa: até que ponto eu consigo sentir prazer ao usar uma roupa que alguém é tratado como escravo para produzir. Não mora no meu país, mas é uma pessoa e, honestamente, vivendo de forma desumana. Além disso, não podemos nos enganar isso existe também bem perto de nós. Ou vocês acham que essas roupas super baratas de grandes redes (que não vou nem citar o nome) conseguem ser vendidas tão baratas pagando o justo a quem as produz? Tenho lá minhas dúvidas.
sweatshop-afterposten--blogueiros-no-camboja-3Não quero aqui levantar a bandeira do anticapitalismo, condenar o consumo a todo custo. Quero é incentivar uma reflexão sobre o consumo consciente: preciso mesmo de tudo aquilo que compro? Olhando para meu próprio umbigo vejo que eu estou longe disso, mas nunca é tarde para uma mudança de comportamento né?! Outra reflexão é a respeito de analisar onde compramos nossas coisas, procurar mais informações e assim fazer a nossa parte para combater esse tipo de situação.

Os episódios são em norueguês e as legendas em inglês, o link para quem quiser assistir é este aqui. Já adianto que vale muito a pena!

Ah, e para quem acha que isso é realidade distante vou deixar alguns links aqui embaixo:

Revista ExameMarisa, Pernambucanas, C&A, Zara, Collins e Gregory na mira do Ministério Público

Revista VejaZara admite que havia trabalho escravo em sua cadeia produtiva

Repórter BrasilTrabalho escravo na moda: os grilhões ocultos da elite brasileira